Parlamento russo quer elevar cooperação económica ao nível do entendimento político

Georges Rebelo Chikoti - Ministro do Mirex, recebe, em audiência parlamentares russos (Foto: Joaquina Bento)

O Vice-presidente da Assembleia da Federação da Rússia, Nikolai Federov, defendeu nesta quinta-feira, em Luanda, a elevação do nível da cooperação económica ao das excelentes relações políticas com Angola.

À saída de um encontro com o ministro da Relações Exteriores, Georges Rebelo Chikoti, o parlamentar russo falou da necessidade de se implementar projectos concretos no domínio económico.

Informou que será criada uma comissão parlamentar conjunta para o controlo e facilitação da implementação de projectos económicos no interesse dos dois países.

Nikolai Federov disse ser interesse angolano a instalação de uma linha de montagem de camiões para fins civis e militares, que poderá beneficiar também o mercado regional.

Acompanhada da presidente da 3ª comissão da Assembleia Nacional, Exalgina Gâmboa, o deputado russo afirmou ter recebido garantias da realização de um fórum empresarial para a identificação de novas oportunidades de negócios.

Por outro lado, realçou os esforços conjuntos no combate ao terrorismo e salientou que o seu país corrobora do princípio angolano que defende a resolução pacífica de conflitos na região, no continente africano e no mundo.

Por sua vez, o ministro angolano das Relações Exteriores considerou como sendo de alto nível as relações de cooperação com a Rússia, que partilham posições no Conselho de Segurança das Nações Unidas, onde Angola é membro não permanente.

Georges Chikoti salientou que aprecia as posições do estadista russo, Vladimir Putin, sobre a Síria, particularmente, no que diz respeito ao combate ao terrorismo.

A Assembleia da Federação Russa, órgão legislativo, é constituída por dois congressos: a Duma (Câmara Baixa), com 450 deputados e o Soviete (Câmara Alta), com 166 membros, indicados por cada um dos 83 distritos da Rússia. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA