Netflix soma 130 países a seu serviço de streaming e agora tem 190

(Foto: Paul Sakuma)

A Netflix anunciou nesta quarta-feira que estenderá o seu serviço a mais 130 países, alcançando, assim, 190 países do mundo.

“Hoje somos testemunhas do nascimento de uma nova rede mundial de televisão pela Internet”, disse o co-fundador e chefe executivo Reed Hastings no grande salão de produtos electrónicos CES (Consumer Electronics Show) em Las Vegas.

“Com esse lançamento, os consumidores de todo o mundo, de Singapura a São Petersburgo, de São Francisco a São Paulo, poderão desfrutar de séries e filmes simultaneamente, sem ter que esperar”, afirmou.

O serviço da Netflix abriu em 130 novos mercados enquanto Reed Hastings fazia sua apresentação.

O único desafio para a Netflix é a China, onde o serviço ainda não conseguiu se estabelecer. “A companhia continua explorar suas opções”, disse o comunicado.

O serviço de streaming também não estará presente na Crimeia, na Coreia do Norte e na Síria devido às restrições impostas pelo governo americano contra os investimentos de empresas nesses territórios.

A Netflix agora está disponível em árabe, coreano e chinês, além dos 17 idiomas que já eram oferecidos.

Por meio de uma assinatura mensal, a Netflix dá acesso a um amplo catálogo de filmes e séries que o usuário pode assistir quando quiser, bastando estar conectado à Internet.

A empresa produziu filmes e séries originais de sucesso, como “House of Cards”, na tentativa de diferenciar-se de outros serviços concorrentes e de atrair novos assinantes.

Antes de se lançar ao mundo do streaming em 2007, a Netflix foi um serviço de aluguer de DVDs via correio. Desde então estendeu-se rapidamente fora de Estados Unidos, inicialmente no Canadá e depois na América Latina e na Europa. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA