Namibe: Israel com interesse em investir no sector da agricultura e das águas

Namibe:embaixador de Israel em Angola , Rapfael Singer visita, estufas , polos agricolas (Foto: Osvaldo Serafim)

O embaixador de Israel em Angola, Raphael Singer,que se encontra em visita de trabalho a província do Namibe, disse hoje nesta cidade, que o seu país tem grandes interesses em investir no sector da agricultura e das águas, contribuindo na diversificação da economia e no combate à desertificação, principalmente nesta província.

O diplomata, que falava à imprensa no final da sua visita efectuada a esta província, disse que estas são as áreas mais importantes para possíveis interesses de cooperação e de desenvolvimento.

“ O projecto de desertificação que conta com a tecnologia israelitas é bastante ambicioso, pois nos podemos compartilhar as nossas experiências já que temos um deserto idêntico ao do Namibe com terras bastante áridas e férteis para a prática da agricultura e que estamos a utilizar várias tecnologias no seu sistema de irrigação que deve servir de modelo ou experiência para esta cidade”, disse .

O diplomata mostrou-se ainda satisfeito pelo desenvolvimento do sector da agricultura, pois a população está a praticar esta actividade com muita intensidade mesmo com a falta de alguns meios agrícolas, mas ainda assim mostram o interesse de trabalhar a terra e produzirem.

“ Uma visita positiva e que nos surpreendeu bastante como no sector da agricultura com a produção de hortícolas, azeitonas e outras coisas que não sabia que existia no Namibe e que nos interessa bastante. Temos ainda interesse em investir no sector das Pescas mas tudo isto ainda são ideias que vamos desenvolver e discutir “sublinhou.

Sobre a construção da escola de formação de técnicos florestais inserido no projecto de desertificação em curso na província do Namibe, concretamente no município do Tômbwa, o embaixador reconheceu o seu avanço em termos de execução das obras como a própria infraestrutura escolar, furos de água, colocação de tubagem e estufas que estará concluído em Março do ano em curso. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA