Morreu Abe Vigoda, o gangster Tessio de “O Padrinho”

Abe Vigoda morreu aos 94 anos Foto: Astrid Stawiarz/Getty Images

O ator que participou na série humorística “Barney Miller” e no filme “O Padrinho” morreu esta terça-feira aos 94 anos.

O ator Abe Vigoda morreu ontem, terça feira, aos 94 anos. A notícia foi dada pela filha, Carol Vigoda Fuchs, que informou que o pai tinha morrido tranquilamente durante o sono em Nova Jérsia (Estados Unidos). Morreu de velhice, disse a filha citada pelo Los Angeles Times. “Este homem nunca esteve doente.”

Abraham Charles Vigoda nasceu a 24 de fevereiro de 1921, filho de imigrantes judeus russos, e morreu pouco antes de poder completar os 95 anos. Desta vez não é apenas um boato, como o que a revista People lançou e que tantas vezes se repetiu desde os anos 1980, lembrou o New York Daily News.

O homem alto, de sobrancelha espessa e pé leve, foi convidado várias vezes para participar em espetáculos da Broadway, nos anos 1960 e 1970.

Foi Francis Ford Coppola que o levou para Hollywood com o papel de Salvatore “Sal” Tessio, uma das personagens de “O Padrinho”, que estreou em 1972. Abe Vigoda foi escolhido entre 500 candidatos como lembrou o LATimes.

A prestação no filme chamou a atenção dos produtores da série de humor norte-americana “Barney Miller”, passada numa esquadra de polícia de Nova Iorque, onde fez de detective Phil Fish. O ator foi três vezes seguidas nomeado para os Emmys.

Além dos dois papéis onde mais se destacou Abe Vigoda participou em 25 filmes e 75 séries de televisão, sempre no registo “mafioso” ou “polícia”, referiu o LATimes. O ator continuou a atuar e a participar com assiduidade no programa de Conan O’Brien até aos seus 80 anos. (Observador)

por Vera Novais

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA