Ministro reitera apoio aos antigos combatentes

(Foto: Quintas Benjamim)

O ministro dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Cândido Pereira dos Santos Van-Dúnem, reiterou hoje, terça-feira, em Luanda, o contínuo apoio aos assistidos, para a melhoria das suas condições de vida.

O governante falava à imprensa, após a inauguração e entrega de casas aos antigos combatentes e veteranos da pátria, na comuna dos Ramiros, tendo sublinhado que no âmbito do direitos adquiridos pelos antigos combatentes e veteranos da pátria, procedeu a entrega de mais uma fase de habitações sociais para ajudar a colmatar aquela que é uma das necessidades prementes de qualquer chefe de família.

“O executivo no âmbito das suas políticas tem feito um esforço para acudir dentre outras necessidades também esta necessidade dos nossos camaradas que deram o melhor da sua contribuição ao longo deste processo. Não obstante o quadro macroeconómico que o país está a viver, tendo merecido sempre o inquestionável apoio de sua excelência o Presidente da República, José Eduardo dos Santos, titular do poder executivo e antigo combatente também, temos estado a fazer um esforço para que estes nossos cidadãos possam beneficiar de alguns direitos com qualidade”, garantiu.

Acresceu que após o lançamento da primeira fase com igual número de residências, neste momento, fez-se a entrega de mais uma fase do projecto habitacional com 32 habitações, e nos próximos 18 meses poderão lançar a próxima fase.

“Estas habitações têm um custo na ordem dos 70 mil dólares, estão equipadas com imobiliário de qualidade, as habitações têm água e energia que consideramos ser também uma prioridade para que estas habitações possam ser úteis e funcionais. Mais do que o valor estamos a falar do reconhecimento meritório daqueles cidadãos que merecem todo carinho e apoio do executivo e de todo povo angolano pelos seus feitos”, frisou.

De acordo com governante no grupo de pessoas que beneficiaram as residências estão além de antigos combatentes e veteranos da pátria as viúvas, órfãos e deficientes de guerra.

Em relação a problemática de sobre alguma discriminação partidária, Cândido Pereira dos Santos Van-Dúnem garante que os critérios para beneficiar um antigo combatente não passa pela filiação partidária, mas pelos filhos de Angola que deram o melhor da sua contribuição para o país.

O ministro adiantou ainda que está previsto para o mês de Março fazer a inauguração de um outro condomínio de habitações na província da Huila.

O Ministério dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria (MACVP) é o Departamento Ministerial auxiliar do titular do Poder Executivo encarregue de propôr a formulação, conduzir, executar e velar pela implementação da política do Executivo no domínio dos antigos combatentes e veteranos da pátria. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA