Ministro Chikoti aborda revitalização do Golfo da Guiné

(Foto: António Escrivão)

O estudo de mecanismos para revitalização da Comissão do Golfo da Guiné dominou, na manhã desta quarta-feira, em Luanda, o encontro que o ministro das Relações Exteriores, Georges Chikoti, manteve com a Secretária Executiva da organização, Florentina Adenike Ukonga.

No final do encontro, a embaixadora Florentina Adenike Ukonga disse à imprensa que estiveram em abordagem a questão da contribuição dos Estados, da melhoria da gestão marítima com vista a uma maior segurança neste domínio na região, da pirataria marítima, pesca ilegal e também da emigração ilegal.

Em relação ao aumento das contribuições dos Estados, uma questão já recorrente na organização, a responsável disse que o Secretariado Executivo da organização propõe uma nova escala de contribuições para que os países que pagam pouco possam aumentar as suas dotações e os que não pagam para que façam qualquer coisa.

Argumentou que a pirataria na região reduziu muito porque os países tomaram consciência das suas responsabilidades e estão a fazer esforços neste sentido.

No que toca a intenção da Côte D’ivoire e do Ghana, que manifestaram a intenção de integrar a organização, Florentina Adenike Ukonga disse que o processo segue os seus tramites.

A Comissão do Golfo da Guiné é um organismo de integração regional, criado em 1999, constituído por Angola, Camarões, Gabão, Guiné-Equatorial, Nigéria, República do Congo, República Democrática do Congo e São Tomé e Príncipe.

Tem como objectivo a promoção da paz e da segurança daquela região do continente, assim como o bem-estar social, politico económico e ambiental do Estados membros. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA