Ministério do Interior regista redução de acidentes durante quadra festiva

Ângelo da Veigas Tavares - Ministro do Interior (Foto: Lino Guimarães)

O ministro do Interior, Ângelo de Barros Veiga Tavares, deu a conhecer esta terça-feira, em Luanda, o registo de uma diminuição de 59 acidentes de viação durante a quadra festiva em relação ao período anterior, apesar de um incremento de 10 mortos.

O ministro fez esse esclarecimento quando presidia a reunião de balanço final do asseguramento da quadra festiva 2015/2016, não tendo adiantando o número total de casos de acidentes ocorrido durante a quadra festiva.

Apesar disso, Ângelo da Veiga Tavares explicou que os acidentes de viação continuam a ser motivo de preocupação para a corporação.

Segundo o ministro, durante a natal houve uma diminuição na ordem de 25 crimes, enquanto que para o ano novo foi de 10.

Esclareceu que, nesta fase, Luanda foi a que maior número de casos registou, mas uma diminuição de 18 casos, em relação ao período homólogo. Neste período, reforçou, Cabinda foi a que mais contribui para a subida dos índices.

Apesar desta diminuição, a polícia constatou que houve um ligeiro aumento em algumas cifras, nomeadamente a nível dos homicídios, roubos, frutos e também um ligeiro nos crimes praticado com armas de fogo.

Reforçou que houve também alguma ligeira diminuição com os crimes de violação registado fundamentalmente no seio da família e entre pessoas conhecidas.

Estão na base dos casos de homicídio, disse, essencialmente desentendimentos entre pessoas próximas, depois de consumir bebidas alcoólicas.

Apontou ainda o consumo excessivo de bebidas alcoólicas como causas de homicídios voluntário, bem como de ofensas corporais, algumas graves, resultantes de rixas entre pessoas.

De igual modo, disse terem-se verificado algumas violações da fronteiras, que deu lugar a expulsão de mais de 300 cidadãos estrangeiros.

O ministro referiu que, com o passar dos anos, a população tem-se mostrado cada vez mais consciente e participativa com o seu contribuir na actividades da corporação, bem como acatando os conselhos que têm sido transmitidos pelos órgãos do ministério do Interior e não só.

Por outro, enalteceu o empenho dos efectivos da Polícia Nacional, bem como a excelente colaboração dos órgão das Forças Armadas Angolanas, que souberam ajudar nesta tarefa para que a população tivesse uma quadra festiva estável. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA