Ministério da Cultura entrega diplomas aos agentes culturais

Cornélio Caley, secretário do Estado da Cultura (Foto: António Escrivão)

O Ministério da Cultura realizou hoje, terça-feira, em Luanda uma cerimónia de outorga de diplomas de honra e de mérito aos agentes culturais, pelo esforço, empenho e dedicação à preservação, valorização, divulgação e desenvolvimento da cultura nacional.

O evento enquadrou-se nas actividades comemorativas alusivas ao Dia da Cultura Nacional (8 de Janeiro), e nele foram outorgados diplomas a pessoas singulares e colectivas, que têm dado o seu contributo para o crescimento cultural da nação.

Assim sendo, foram atribuídos diplomas de honra à LS produções, Banco Caixa de Angola, Banco Sol e a Rádio Luanda ( RNA ) e para o reconhecimento de mérito foi agraciado, Armando Correia de Azevedo , membro fundador, em 1951, do Bota-fogo Futebol Clube, colectividade desportiva, recreativa e cultural de feição nacionalista.

Igualmente foram homenageados, Pedro Domingos Miguel, trabalhador reformado do Ministério da Cultura( Arquivo Histórico Nacional ) e o músico , António Sebastião Vicente (Santocas), pelo contributo prestado em prol da cultura nacional.

Todos os agraciados receberam para além do diploma, 500 mil kwanzas, do Ministério da Cultura.

Na ocasião, o Secretário de Estado da Cultura, Cornélio Caley, em representação da ministra, Rosa Cruz e Silva, felicitou os laureados e exortou-os a prosseguirem com mesmo brio, dedicação e sentido patriótico.

“ A todos que foram homenageados neste acto endereço as minhas felicitações por terem sido designados e auguro muita saúde, felicidade e êxitos no dia-a-dia “, felicitou o responsável.

O Secretário de Estado recomendou acção patriótica na escolha assim como idoneidade intelectual para que sejam encontrados os melhores agentes e actores culturais no sistema de recompensa.

Para Cornélio Caley, o Ministério da Cultura vai continuar a trabalhar e juntar-se ao esforço do Executivo para a melhoria das condições que permitam a participação activa das populações e vai reconhecer todos aqueles que dão o seu contributo activo para o desenvolvimento da cultura. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA