Miguel Catraio condenado a um ano de prisão por injúrias

Miguel Catraio (DR)

O antigo vice-governador de Luanda para o Sector Económico, Miguel Ventura Catraio, foi condenado hoje, Sexta-Feira, a um ano de prisão por injúrias contra os magistrados pelos juízes da 14ª Secção de Crimes Comuns do Tribunal Provincial.

O meritíssimo Januário Domingos converteu a pena em multa de 300 mil Kwanzas, para ser paga no prazo de cinco dias úteis, e determinou o pagamento de 20 mil Kwanzas de taxa de justiça.

Miguel Catraio foi julgado sumariamente por se ter pronunciado sem o consentimento do juiz e depois deste ter dado por encerrada a sessão, acusando o tribunal de estar a ser parcial no julgamento do “caso Neth” (também conhecido por caso jindungo) em que é um dos réus

“O que está a acontecer nesta audiência nunca vi. O tribunal está a impedir a minha defesa. Só dita para a acta o que é para me prejudicar, as que são para a minha defesa manda retirá-las”, disse Catraio.

A procuradora Isabel Fançony considerou estes pronunciamentos como crime e requereu a realização do referido julgamento sumário, o que o juiz-presidente anuiu. (OPAIS)

por Paulo Sérgio

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA