Michelle Obama, a primeira-dama que conquistou a moda americana

Antes de ser primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama era uma advogada e escritora norte-americana, nasceu no dia 17 de janeiro de 1964. Foto: Mark Wilson/Getty Images

Por trás de um grande homem está sempre uma grande mulher. O ditado aplica-se ao casal Obama e, no dia em que Michelle faz 52 anos, recordamos as barreiras quebradas pela primeira-dama na moda.

Michelle Obama tornou-se um ícone de estilo no momento em que decidiu usar um vestido Narciso Rodriguez na noite das eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, a 4 de novembro de 2008. A mulher de Barack Obama redefiniu o conceito do que é apropriado para uma primeira-dama vestir em eventos públicos e revolucionou o guarda-roupa da Casa Branca. Tornou-se uma fã assumida de jovensdesigners como Jason Wu e Thakoon mas nem por isso deixou de usar marcas mais acessíveis. Começou por conjugar peças de criadores com outras mais baratas de uma forma tão sofisticada que entrou diretamente para a lista das mais bem vestidas nas grandes bíblias da moda, para além de conseguir esgotar um vestido em segundos (como aconteceu recentemente em mais um State of the Union presidido por Obama, por coincidência — ou não — com mais uma criação de Narciso Rodriguez em tons amarelos).

Num dia usa um vestido de gala desenhado por Vera Wang e, no outro, Michelle Obama opta por uma saia com um casaco de malha da cadeia J.Crew. “Ela é uma primeira-dama moderna que não se deixa condicionar por códigos datados ou ideias difusas do que uma mulher na sua posição deve vestir”, resumiu a designer Tracy Reese à Vogue norte-americana. “O seu estilo é feminino mas forte, inovador mas acessível.” Já a revista Forbes considera Michelle Obama um ícone incontestável de elegância, uma mulher sofisticada mas sem exageros, e que se destaca em qualquer evento onde marca presença.

Michelle Obama é a primeira-dama que teve a coragem de quebrar todas as regras com cores, cortes e silhuetas menos conservadoras. Tornou a moda americana mais democrática e trouxe uma lufada de ar fresco depois dos fatos de Hillary Clinton. Deu uma nova vida aos vestidos cintados da década de 50 e ensinou que se pode usar o mesmo conjunto duas vezes, tudo isto enquanto tem privilegiado os criadores locais nos jantares de estado que atende juntamente com o marido em diversos países do estrangeiro. Características suficientes para ser honrada com o prémio de “fashion icon” (ícone de moda) nos CFDA Awards.

No dia em que Michelle Obama celebra 52 anos, reunimos os seus vestidos mais surpreendentes em fotogaleria. A norte-americana já conquistou o prémio de mulher mais bonita do mundo em 2009 e prepara-se para ser intitulada a primeira-dama com mais estilo de sempre na Casa Branca, onde deve permanecer até o início de 2017. (Observador)

por Ana Dias Ferreira

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA