Média ligada ao Estado Islâmico confirma a morte de “Jihadi John”, diz grupo

Abdel-Majid Abdel Bary. (YouTube)

Um meio de comunicação ligado ao Estado Islâmico divulgou nesta terça-feira uma elegia para “Jihadi John”, membro do grupo militante que recebeu notoriedade mundial por ter filmado execuções de reféns, informou a organização de monitoramento Site.

O militante, que foi identificado como Mohammed Emwazi, cidadão britânico de origem árabe, foi descrito na revista Dabiq, do Estado Islâmico, por seu apelido no grupo, “Abu Muharib Al-Muhajir”.

O Exército dos Estados Unidos informou em Novembro que estava “seguro” de ter matado Emwazi em um ataque com drones. (REUTERS)

por Angus McDowall

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA