Mansão de Escobar em Miami será demolida à procura de tesouros

(AFP)

Uma mansão na cidade americana de Miami Beach que pertenceu ao narcotraficante colombiano Pablo Escobar será demolida por seu actual dono, que busca dinheiro e jóias que possam estar escondidos nas paredes e pisos, segundo disse à AFP.

“Vamos demolir a casa a partir de segunda-feira e isto deve levar entre 2 e 3 semanas”, disse Christian de Berdouare na mansão, uma grande construção cor-de-rosa, actualmente bastante deteriorada, mas situada em um exclusivo bairro com uma impressionante vista da baía Biscayne e dos arranha-céus do centro de Miami.

“Reunimos uma equipe que veio com detectores de metal e sonares para determinar se há algo escondido, pode ser dinheiro, ouro, jóias, e também corpos ou qualquer outra coisa, mas ele costumava esconder dinheiro em suas casas”, informou De Berdouare, dono da rede de restaurantes Chicken Kitchen.

O empresário está registando a busca de possíveis objectos escondidos e da demolição para um futuro documentário.

Pablo Escobar visitou em algumas ocasiões a casa de Miami Beach, que adquiriu em 1980 por 250.000 dólares em dinheiro vivo. Por anos, houve muita actividade durante a noite, quando entravam e saíam muitas embarcações desde o embarcadouro da propriedade, disse De Berdouare.

A mansão do falecido chefe do cartel de Medellín foi arrestada pelas autoridades americanas em 1987, e adquirida alguns anos mais tarde por um advogado, que logo a vendeu a De Berdouare.

Escobar, o maior narcotraficante que já houve na Colômbia, foi morto em 2 de Dezembro de 1993 sobre um telhado de Medellín, deixando 50.000 vítimas para trás, segundo números da ONG Colômbia com Memória.

O narcotraficante, amo e senhor de Medellín durante mais de uma década até sua morte, possuía várias propriedades nos Estados Unidos que foram desapropriadas. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA