Mais de 900 ex-refugiados na RDC regressaram ao país em 2015

Refugiados (Foto: Angop)

Novecentos e 77 ex-refugiados angolanos na República Democrática do Congo (RDC) regressaram ao país em 2015 através do posto fronteiriço do Luvo, município de Mbanza Congo, província do Zaire, informou hoje, quarta-feira, o director local da Assistência e Reinserção Social, Manuel José António.

Em declarações à Angop, o responsável explicou que o processo de repatriamento voluntário e organizado decorreu de Janeiro a Setembro de 2015 a cargo do executivo angolano, em parceria com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

O director disse também que o número incluiu outros 44 ex-refugiados angolanos neste país vizinho, que de forma voluntária decidiram regressar ao país.

Referiu que, após a recepção no centro de acolhimento de Kinzau, 15 quilómetros a norte da cidade de Mbanza Congo, onde beneficiaram de assistência médica e medicamentosa, alimentação, documentos de cidadania nacional e kits de reassentamento atribuídos pelo seu sector, os regressados seguiram viagem para as suas zonas de origem.

Para o presente ano, Manuel José António, descartou a possibilidade de se dar continuidade ao processo de repatriamento dos refugiados angolanos remanescentes na RDC, dadas as dificuldades financeiras do país que obrigam a contenção nos gastos públicos. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA