Mais de 20 mil pessoas foram atendidas em vários hospitais do país na passagem de ano

Rosa Bessa, Directora do Gabinete provincial de Luanda da Saúde (Foto: Henri Celso)

Vinte e seis mil pessoas foram atendidas nos hospitais do país, durante a passagem para o ano de 2016, disse hoje, sexta-feira, a directora do gabinete provincial de saúde de Luanda, Rosa Bessa.

De acordo com responsável, em declarações à imprensa depois do acto de entrega de enxovais aos primeiros bebes nascidos em 2016, estes dados envolvem diversas situações, desde os acidentes de viação aos incidentes domésticos.

Rosa Bessa disse que deste registo destacam-se os casos de violência, principalmente, as agressões no seio familiar, seguidos dos casos de malária e outras patologias.

Adiantou que, os Bancos de Urgência registaram também muita pressão devido aos casos de acidentes em residências, como queimaduras em crianças e adultos.

O caso mais relevante, disse Rosa Bessa, foi atendido no Hospital dos Cajueiros, em que uma criança foi esfaqueada e a faca atravessou o torax, tendo sido por isso transferida para o Hospital Américo Boavida, necessitando de muitos cuidados.

Esclareceu que os casos de armas brancas (faca e cacos de garrafa) são frequentes, nesta fase da quadra festiva.

Apelou as pessoas a conviverem de forma pacífica para que a passagem de ano não se torne numa tragédia.

Informou que outra preocupação continuam a ser os acidentes de viação, porque, as pessoas consomem por excesso bebidas alcoólicas e quando conduzem provocam muitos acidentes. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA