Maior empreendimento turístico de Cabo Verde quase a arrancar

(Foto: José Maria Borges)

O lançamento da primeira pedra do empreendimento a construir no ilhéu de Santa Maria acontece no próximo dia 8 de fevereiro. Um mega-investimento de 250 milhões de euros do empresário macaense David Chow.

As obras vão arrancar logo após o lançamento da primeira pedra, anunciou esta terça-feira (05.01) a ministra do Turismo, Investimentos e Desenvolvimento Empresarial de Cabo Verde, Leonesa Fortes.

O empreendimento inclui um hotel casino de cinco estrelas, uma marina turística, um centro de congressos, infra-estruturas hoteleiras e residenciais na zona da praia da Gamboa, na Cidade da Praia, e ainda um parque de estacionamento automóvel – tudo com tecnologia de ponta.

Os edifícios vão ser construídos entre a baía da praia da Gamboa e o ilhéu de Santa Maria. Um investimento que Cabo Verde estava a precisar, segundo a ministra Leonesa Fortes. “O casino é uma pequena parte de todo o projeto, que vem trazer sobretudo turismo de negócios”.

O turismo cultural também está contemplado, existindo já a “a ideia de se construir um museu da escravatura e de toda a história da região africana”, acrescentou a governante.

O sonho de David Chow

O investidor, o milionário macaense David Chow, promete transformar a Cidade da Praia numa plataforma de negócios da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e da região oeste-africana, bem como servir de chamariz para outros investimentos externos.

“Quero agradecer ao presidente da Câmara Municipal da Praia por me dar oportunidade de começar este projeto. Quero que se transforme num ícone da vossa capital. Este é o meu sonho”, declarou David Chow em julho de 2015, aquando da sua visita a Cabo Verde.

Este é um projeto tripartido entre o empresário David Chow, o Governo de Cabo Verde e a Câmara Municipal da Praia, de que é presidente Ulisses Correia e Silva.

“Juntamos todos os esforços para dar uma resposta política muito forte. Para Cabo Verde é muito importante Este projecto e esta relação de investimentos com a China”, sublinha o autarca.

A previsão é que as obras ficarão concluídas num período de três anos. O projeto abrange uma área de 153 mil metros quadrados.

Jogos de fortuna e azar

O Governo de Cabo Verde concedeu a David Chow uma autorização de 25 anos para a exploração dos jogos de fortuna e azar em toda a ilha de Santiago, 15 dos quais em regime de exclusividade.

A Câmara Municipal da Praia cedeu o direito de superfície de terrenos da zona da praia da Gamboa. A Direcção Nacional do Ambiente garante que já está concluído o processo de avaliação do impacto ambiental do projecto.

A China também vai construir o campus universitário da Universidade de Cabo Verde. Ainda são desconhecidos os detalhes técnicos e o montante. Para já a única certeza é que as obras arrancam em 2016, ano em que Cabo Verde e China assinalam 40 anos de estabelecimento de relações diplomáticas. (DW)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA