Kalupeteka põe investigadores no tribunal

Kalupeteka (REUTERS)

Os polícias foram arrolados no processo como declarantes e terão que esclarecer algumas inquietações levantadas por David Mendes, defensor dos 10 arguidos, que está a ser substituído por dois advogados estagiários, a partir de hoje.

Os seis efectivos do Serviço Provincial de Investigação Criminal (SPIC) do Huambo que realizaram a reconstituição do suposto confronto entre polícias e os fiéis da seita “Igreja Cristã no 7º Dia A Luz do Mundo” serão interrogados hoje na condição de declarantes, na 1ª Secção de Crimes Comuns do Tribunal local. Foi igualmente chamado pelo tribunal o representante do Ministério Público junto à Investigação Criminal, no Huambo, que instruiu o processo, em consequência do levantamento de um incidente de falsidade interposto pelo advogado David Mendes. (OPAIS)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA