Huíla: Cuvango necessita de técnicos de saúde

Cláudio Maria - director municipal da saúde do Cuvango (Foto: Fernando Jamba)

Pelo menos 200 técnicos de saúde nas especialidades de enfermagem geral, parteiras e técnicos de laboratório são necessários para reforçar os quadros no município do Cuvango, província da Huíla.

Em declarações hoje, terça-feira, à Angop, o director municipal de saúde no Cuvango, Cláudio Maria, referiu que actualmente o sector da saúde ao nível da circunscrição controla 134 técnicos, número aquém das necessidades para fazer cobertura nas 23 unidades sanitárias existentes.

Segundo o responsável, fruto do programa de municipalização dos serviços de saúde, houve o acrescimento de 50 porcento nas infra-estruturas sanitárias, mas os técnicos são os mesmos.

De ponto de vista dos serviços realizados em 2015, fez um balanço positivo, na medida em que foi possível melhorar as indicações de saúde pública e a diminuição da mortalidade materno-infantil, fruto do programa de municipalização dos serviços em causa.

“Acreditamos que aquilo que foi o culminar do ano de 2015, conseguimos ter uma cobertura satisfatória tem termos da instalação de unidades sanitárias na periferia, assistência médica e medicamentosa e os programas de saúde permitiram levar os cuidados mais próximos das comunidades rurais, principalmente”, sublinhou.

O responsável deu a conhecer que as doenças mais frequentes na localidade são a malária, diarreicas agudas e respiratórias.

O município do Cuvango dista 356 quilómetros a leste do Lubango e tem uma população estimada em 75 mil e 805 habitantes. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA