Huambo: Ordem dos advogados presta assistência judiciária a 264 cidadãos em 2015

Presidente do Conselho Provincial da OAA no Huambo, Ângelo Funete Foto: Edilson Domingos)

Duzentos e 64 cidadãos beneficiaram durante o ano transacto de assistência judiciária gratuita da representação da Ordem dos Advogados de Angola na província do Huambo, cifra considerada satisfatória.

O facto foi dado a conhecer nesta terça-feira à Angop, pelo presidente do conselho provincial da Ordem dos Advogados, Ângelo Funete, realçando que muitos casos têm sido encaminhados a instituição para a constituição do defensor jurídico.

Constam dos casos assistidos, segundo o responsável, conflitos sobre o reconhecimento da união de facto pós morte, para a obtenção do subsídio funebre e pensão de sangue, assim como patrimoniais, familiares, laborais, contratuais e de imóveis.

Ângelo Funete assegurou que todas estas desavenças obtiveram resultados satisfatórios, fruto do empenho dos advogados, que têm prestado também consultas jurídicas para elaboração de contratos e demais acções.

Entretanto, explicou que o ano 2015, entre várias actividades que têm contribuído para o engrandecimento da organização, foi marcado também pela realização de acções formativas para os advogados.

A Ordem dos Advogados de Angola no Huambo controla 48 advogados seniores e 73 estagiários. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA