Guiné e Cabo Verde assinalam morte de Amílcar Cabral

Amílcar Cabral, fundador do PAIGC (DR)

Assinalou-se nesta quarta feira na Guiné-Bissau e em Cabo Verde o Dia dos Heróis Nacionais para recordar o assassínio de Amilcar Cabral em Conacri no dia 20 de Janeiro de 1973.

Em Cabo Verde, a habitual deposição de uma coroa de flores no memorial Amílcar Cabral, pelo Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca marcou as atividades comemorativas o Dia dos Heróis Nacionais.

Na cidade da Praia, na manhã desta quarta-feira, o chefe-de-Estado apelou à participação popular na comemorações.

Já na Guiné-Bissau, em plena crise política no seio do PAIGC partido fundado por Amílcar Cabral, o presidente José Mário Vaz depositou também uma coroa de flores no Mausoléu dedicado ao “Pai” das nacionalidades guineense e cabo-verdiana.

Apesar da forte presença de jornalistas, o chefe-de-Estado guineense, que ainda não se pronunciou sobre o impasse político no país, não proferiu qualquer palavra à imprensa. (RFI

DEIXE UMA RESPOSTA