Fundo Soberano aponta áreas prioritárias de actividade

Logotipo do Fundo Soberano de Angola (Foto: Angop)

O director geral da Fundação Africana para Inovação (AIF) , Carlos Figueiredo, apontou nesta terça-feira , em Luanda, o desenvolvimento rural agrícola, económico, a assistência médica, educação , saneamento e água como áreas prioritárias a serem atacadas pelo Fundo soberano de Angola com objectivo de se encontrarem soluções sustentáveis para um futuro melhor para os angolanos.

Em declarações à imprensa à margem de uma mesa redonda organizada pelo Fundo Soberano de Angola, o gestor realçou que tais áreas constituem prioridade no conjunto dos seus projectos e que esses abordam pela raiz os desafios sociais e têm como objectivo desenvolver soluções sustentáveis para um futuro melhor para a sociedade angolana.

Segundo Carlos Figueiredo , os projectos são financiados e executados pelo fundo soberano e a AIF trabalha na identificação e no apoio do pagamento dos projectos.

Os planos são implementados por organizações que já são experientes neste domínio que exigem lutar contra os desafios. Informou que em breve será lançado um concurso público de candidaturas para outros projectos. Informou que os projectos estão a ser implementados nas províncias de Luanda, Bengo, Cuanza Norte, Benguela e Cabinda. ”

Algumas localidades como a província do Cunene, que não têm acesso à água, constituem um desafios a serem solucionados”, disse. Salientou que o crescimento da produção agrícola de Angola, em particular, tem sido entre os mais rápidos em toda África na última década.

“ A ineficiência das fazendas em África subsariana tem limitado o desenvolvimento da agricultura com a irrigação e fertilização, portanto o fundo está a apoiar vários projectos nessas áreas que acaba por apoiar o crescimento económico e a criação de emprego”, acrescentou. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA