França: Polícia detém 26 refugiados após a ocupação de um ferry em Calais

(EURONEWS)

A polícia francesa afirma ter detido 35 pessoas durante a ocupação do porto e de um ferry-boat em Calais, no norte do país, por mais de uma centena de migrantes e ativistas este sábado.

Entre os detidos encontram-se pelo menos 26 refugiados, quando dezenas de outros foram escoltados pelas autoridades de regresso ao campo de Calais, conhecido como “a selva”.

Um migrante afirma: “Como puderam testemunhar, pois os jornalistas estavam presentes, pedimos à polícia que nos deixasse fazer a travessia, mas eles preferiram aspergir gás lacrimogéneo e ainda muitos têm sequelas.”

Outro migrante afirma: “Oiçam-me por favor. Nós queremos ir para Londres, não queremos viver neste campo de refugiados. A “selva” é para os animais não para as pessoas. Nós somos refugiados, queremos ir para Londres, para o Reino Unido, nem para o Canadá, nem para os Estados Unidos, apenas Londres”.

A ocupação do ferry-boat durou cerca de três horas, obrigando as autoridades a encerrar o porto até ao final do dia.

A ação ocorreu à margem de um protesto pacífico contra as condições no campo de Calais, o maior bairro de lata de França, onde mais de 4 mil migrantes aguardam uma oportunidade para cruzar o canal da mancha. (EURONEWS)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA