Fátima Jardim destaca importância do programa de educação ambiental

Ministra do Ambiente, Fátima Jardim (Foto: Clemente Dos Santos)

A ministra do Ambiente, Fátima Jardim, destacou hoje (terça-feira), em Luanda, a importância do Programa Nacional de Educação e Consciencialização Ambiental (PECA) para o aumento progressivo do conhecimentos sobre os fenómenos ecológicos, sociais e económicos que regem a sociedade humana.

Fátima Jardim, que discursava durante o workshop de auscultação do programa nacional de educação ambiental para 2016, referiu que o aumento progressivo de conhecimentos da população exige a criação de projectos e iniciativas por diferentes actores e níveis de intervenção e de cooperação da sociedade.

De acordo com a governante, o PECA determinou três tipos de educação ambiental, nomeadamente a formal, não formal e a informal, cujas definições ajudaram a impulsionar e a focar as actividades para maior impacto sustentabilidade.

De acordo com a governante, a importância da gestão ambiental é entendida de modo geral pela sociedade angolana, sendo ainda necessário melhorar as capacidades, competências e práticas para se puder contribuir cada vez mais para protecção da biodiversidade para boas práticas de saneamento ambiental, implementação de tecnologias ambientais e outros aspectos concernentes ao ambiente.

Para a ministra, o seu pelouro tem implementado vários projectos no quadro da PECA, como o Comité Planta Terra, a Estratégia Nacional da Biodiversidade, a Preservação da Camada do Ozono, o Saneamento Total Liderado pela Comunidade, Angola Contente e o Novo Rumo, dentre outros.

“Todos os projectos contaram com parcerias estratégicas para a sua implementação, nomeadamente com associações de defesa do ambiente, governos locas, associações juvenis e associações de mulheres, tal como parcerias com organismos internacionais e organizações não governamentais”, frisou.

Para a titular da pasta do Ambiente, a promoção técnico-profissional em várias vertentes da gestão ambiental, as consultas públicas sobre os estudos de impactes ambientais dos projectos de vários sectores económicos, a realização de congressos e conferências nacionais e internacionais, constam da aposta do PECA. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA