EUA impõem novas sanções ao Irão

(Wikipedia)

Um dia após revogar sanções relacionadas ao programa nuclear do Irão, EUA impõem restrições ligadas a programa de mísseis balísticos.

Um total de 11 entidades e indivíduos, incluindo seis cidadãos iranianos e um chinês, foram sancionados pelo Departamento do Tesouro dos Estados Unidos por causa de seu envolvimento no teste de mísseis terra-terra Emad (Pillar), realizado pelo Irão em Novembro, violando uma resolução do Conselho de Segurança da ONU.

Segundo o comunicado do Departamento do Tesouro, as sanções incluem a proibição de qualquer transacção financeira e o congelamento de bens e propriedades nos Estados Unidos.

“Os Estados Unidos irão vigorosamente aplicar sanções contra actividades iranianas fora do Plano de Acção Conjunto — inclusive aquelas relacionadas ao apoio iraniano ao terrorismo, à desestabilização regional, aos abusos de direitos humanos e ao programa de mísseis balísticos”, declara Adam J. Szubin, da Secretaria para o Terrorismo e Inteligência Financeira dos EUA.

Em Novembro, veículos de imprensa noticiaram que o Irão testou um míssil terra-terra Emad (Pillar) em Novembro, violando uma resolução do Conselho de Segurança da ONU.

No sábado, os EUA revogaram as sanções relacionadas ao programa nuclear iraniano após a Agência Internacional de Energia Atómica (IAEA) verificar o cumprimento do acordo nuclear firmado em Julho do ano passado. (SPUTNIK)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA