EUA buscam influenciar eleição russa com alegações de corrupção, diz Rússia

Porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, durante evento na Rússia (REUTERS/Maxim Shemetov)

Declarações emitidas por autoridades dos Estados Unidos alegando que o presidente russo, Vladimir Putin, é corrupto são ultrajantes e um insulto, disse nesta sexta-feira o governo russo, acrescentando que representam uma tentativa de influenciar as eleições presidenciais da Rússia.

Um porta-voz da Casa Branca afirmou que comentários feitos anteriormente por uma autoridade do Tesouro dos EUA alegando que Putin é corrupto reflectem a visão da administração.

“Essa declaração é ultrajante e insultuosa”, disse Dmitry Peskov, porta-voz de Putin, em uma tele-conferência com jornalistas, em referência ao comentário da Casa Branca.

“De maneira geral, vemos que no exterior já começaram a se preparar para a eleição presidencial da Rússia para a qual ainda faltam mais dois anos”, disse Peskov.

“Fica claro que coisas negativas estão a ser acumuladas para serem usadas contra o chefe de nosso Estado… para exercer pressão e influenciar o curso da futura campanha eleitoral.” (REUTERS)

por Denis Pinchuk

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA