Epal aumenta distribuição com novos centros de distribuição

Presidente do Conselho de Administração da Epal, Lionídio Ceitas (Foto: Lucas Neto)

Os setecentos mil metro cúbicos produzidos actualmente pela EPAL, insuficientes para cobrir toda extensão da Província de Luanda, serão aumentados dentro de seis meses, com mais 250 mil, com vista a beneficiar todos, disse o Presidente do Conselho de Administração (PCA) desta empresa pública, Leonídio Ceitas.

O responsável prestou estas informações no final da visita de constatação que o governador de Luanda, Higino Carneiro efectuou quinta-feira ao novo centro de distribuição da Maianga, prestes a ser inaugurado.

De acordo com o PCA, precisa-se de alguns trabalhos que possam ser feitos para que esta água em deficit possa ser aduzida à cidade de Luanda o quanto antes.

Leonídio Ceita fez igualmente saber que é pretensão da sua empresa beneficiar até Maio do corrente ano, mais 300 mil famílias que se juntarão aos actuais 450 mil consumidores. “A nossa intenção é fazer chegar a água canalizada a cada casa em Luanda”, disse.

O gestor informou que o actual reservatório construído de raiz na Maianga permite trabalhar 18 horas por dia, ao contrário das antigas quatro.

O PCA prometeu melhorias substanciais, na distribuição da água, ainda no presente ano, com o término das obras da estação de tratamento de água do Kifangondo, do centro de distribuição do Cazenga, Mulemba e do Marçal.

Garantiu que com o apoio prometido pelo governo de Luanda e com o esforço do Ministério da Energia e Água que tem sido empreendido pelo Ministério da Energia e Água, o quadro poderá mudar para melhor dentro de seis meses.

Entretanto, de acordo com PCA, a entrada em funcionamento do centro visitado pelo governador está prevista para o dia 04 de Fevereiro próximo.

A melhoria no fornecimento de água é uma das prioridades eleitas pelo governador provincial, durante a sua governação. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA