Empresa britânica obriga solicitantes de asilo a usar pulseira

(AFP)

Uma empresa contratada pelo ministério do Interior britânico recebeu críticas por obrigar os solicitantes de asilo a usar uma pulseira de identificação se quiserem receber alimentos.

A empresa Clearsprings adoptou esta medida em um centro de solicitantes de asilo em Cardiff, Gales, sudoeste do Reino Unido.

Trata-se de uma pulseira vermelha de plástico que os solicitantes não podem tirar, segundo foto publicada pelo jornal The Guardian, que revelou o caso.

A Clearsprings se defendeu argumentando que necessita identificar quem tem direito a receber comida, mas isso não impediu as críticas dos políticos e organizações locais, que a acusaram de estigmatizar os refugiados e compararam a medida à identificação de judeus sob o regime nazista.

Um refugiado contou ao Guardian que, por serem facilmente identificados pela pulseira, acabam por ser alvo de insultos mais frequentes. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA