Embaixador angolano é acreditado em Lomé

Eustáquio Januário Quibato, embaixador angolano acreditado no Togo (Foto: Frederic Medegan)

O embaixador Extraordinário e Plenipotenciário, Eustáquio Januário Quibato, foi acreditado segunda-feira, em Lomé, pelo chefe de Estado togolês, Faure Gnssingbé.

Para o diplomata que igualmente responde pela Nigéria e Benin, a sua missão no Togo visa reforçar a cooperação entre a República de Angola e a República Togolesa.

“A minha acreditação certamente constituirá uma óptima oportunidade para o reforço das relações de amizade e de irmandade existente entre os nossos dois povos irmãos”, reafirmou o embaixador quando fazia entrega das Carta Credenciais ao presidente Faure Gnassingbe.

Por seu turno, o chefe de Estado togolês fez questão de anunciar que pretende encontrar-se com o Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, no âmbito do reforço da cooperação e das boas relações existentes.

A acreditação do embaixador Quibato inicialmente prevista para hoje, terça – feira, foi antecipada por razões de calendário do chefe de Estado togolês.

Assim segunda – feira apresentou no período da manhã as cartas figuradas ao ministro dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Integração Africana, Robert Dussey e no fim da tarde foi acreditado pelo presidente Faure.

Com o diplomata angolano foram igualmente acreditados os do Senegal, Suécia, Polónia, Indonésia e do Paquistão.

De recordar que o Chefe de Estado angolano felicitou, em Abril transacto, a reeleição do seu homólogo togolês, Faure Gnassingbe, formulando êxitos no seu nobre mandato.

Na missiva, o presidente de Angola reiterou o desejo do governo angolano continuar a fortalecer os laços de amizade e de cooperação entre os dois povos.

A República Togolesa é limitada a norte pelo Burkina Faso, a leste pelo Benin, a sul pelo Golfo da Guiné e a oeste pelo Ghana, tem como capital Lomé. Localizado no oeste de África, o Togo é constituído por um estreito território que reúne povos de diferentes origens. Tem uma população estimada em menos de sete milhões de habitantes.

A maioria dos habitantes vive da agricultura, cujos principais produtos são o algodão e a cana – de – açúcar. O pais é um importante centro de comércio regional graças ao porto da sua capital, Lomé. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA