Dezenas de túmulos cristãos profanados em Jerusalém

(AFP)

Dezenas de túmulos do cemitério de um monastério cristão a oeste de Jerusalém foram vandalizados, segundo anunciou neste sábado o Patriarca Latino, que pediu às autoridades israelitas para encontrar os culpados.

“As cruzes de vários túmulos foram destruídas e jogadas no chão”, disse o patriarca em sua página na Internet, informando que as acções “ocorreram em meados de dezembro”.

O monastério de Beit Jamal pertence à congregação dos Salesianos, e fica próximo à cidade israelita de Beit Shemesh.

Um porta-voz das igrejas católicas na Terra Santa, Wadi Abounassar, disse à AFP que não foram encontrados perto das campas nenhum lema anti-cristão, ao contrário das profanações e tentativas de atear fogo a diferente lugares cristão nos últimos anos, atribuídos a extremistas judeus.

Uma profanação similar havia ocorrido no mesmo cemitério em 1981, recordou o patriarca, destacando que os autores não foram detidos.

“Exigimos que tais fatos sejam tratados pelas autoridades israelitas com toda a seriedade”, completou. O patriarca também pediu “à polícia e às autoridades israelitas, em geral, a fazer todo o possível” para levar diante da justiça os responsáveis pela profanação. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA