Cuanza Sul: Professor deve ser um exemplo na escola e na comunidade

Cuanza Sul: Eusébio de Brito Teixeira, Governador Provincial (Foto: Inácio Sabino/Arquivo)

O Governador da província do Cuanza Sul, Eusébio Teixeira de Brito, disse sexta-feira, na cidade do Sumbe, que professor deve ser um exemplo na escola e na comunidade evidenciando, a capacidade de empenho, dedicação e honestidade no seu trabalho quotidiano.

O governante, que fez este pronunciamento no acto alusivo a abertura do ano lectivo de 2016, que decorreu no Instituto Médio politécnico do Sumbe, esclareceu que professor deve estar disponível a trabalhar em qualquer parte da província ao assumir a devida prontidão nesta perspectiva, facto que evidencia uma elevada solidariedade com concidadãos que precisam de aprender e elevar os seus conhecimentos em várias vertentes visando o bem-estar pessoal e o progresso da nação.

“A profissão de professor é nobre e exige de todos um elevado sentido de responsabilidade e tomada de consciência sobre as grandes tarefas de preparação do homem para vida activa”, afirmou Eusébio de Brito Teixeira.

Salientou que o professor possui enormes responsabilidades neste processo porque é nele que sociedade reconhece a capacidade de instruir as crianças e jovens para que possam contribuir positivamente na efectivação exitosa dos novos desafios.

Reafirmou que o governo continuará, assumir o processo de alfabetização como uma prioridade para o desenvolvimento do programa de combate a fome e a pobreza nas comunidades, com prioridade para o meio rural, tendo apelado as igrejas, ONG’s, e outras instituições a prosseguirem e intensificarem o seu engajamento em estreita colaboração com governo nas tarefas inerentes à alfabetização.

Sob lema” por uma educação inovadora e baseada nos valores morais, cívicos e patrióticos, reforcemos as competências do professor”,

Para o presente ano lectivo, a província conta com 534 instituições de ensino entre escolas do ensino primário, do 1º e 2º ciclos do ensino secundário geral, normal e técnico. Nove mil 993 professores desenvolveram actividades docentes, a favor de 469 mil 043 alunos matriculados.

No acto decorrido sob o lema “Por uma educação inovadora e baseada nos valores morais e patrióticas, reforcemos as competências do professor”, participaram membros do governo, directores de escolas, autoridades tradicionais e eclesiásticas, professores, alfabetizadores, alunos, alfabetizados, pais e encarregados de educação. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA