Cuanza Norte/Electricidade: Nova tabela de preços proporciona auto sustentabilidade empresarial

Joaquim Ventura-Secretário de Estado de Energia (Foto: Angop/Arquivo)

O sector de energia em Angola pode tornar-se auto sustentado com o recente reajuste, pelo Governo, dos preços a serem cobrados aos consumidores a nível do país, considerou, nesta quinta-feira, o Secretário de Estado da Energia, Joaquim Ventura.

De acordo com o governante, em declarações à imprensa, no município de Cambambe, província do Cuanza Norte, a subida dos preços pelo consumo de energia, é um mecanismo adoptado pelo Governo visando arrecadar mais receitas e evitar o financiamento directo do Estado.

O dirigente fez estas declarações no final de uma visita às obras de ampliação da barragem de Cambambe, em que o primeiro dos quatro grupos geradores de corrente eléctrica entra em funcionamento em Junho próximo.

Sublinhou que com a nova tarifa (em vigor desde 01 de Janeiro corrente), as empresas do sector de energia deixarão de depender totalmente das subvenções do Governo, criando políticas próprias para a auto-sustentabilidade e proporcionar melhor serviço ao cidadão.

Com isto, o Governo promove a justiça social, porquanto existem muitos consumidores que poderão estar isentos do pagamento pelo consumo tão diminuto de energia e outros poderão pagar a baixo custo, tendo em conta a pouca quantidade de energia que gastam.

“Os demais devem pagar de acordo com o que gastam, contrariamente ao actual modelo de cobrança, em que todos estão enquadrados na mesma linha, quando há desproporcionalidade no consumo”, disse.

Garantiu que quando a empresa alcançar a sua própria sustentabilidade os cidadãos poderão notar, de forma mais visível, a eficiência dos serviços a serem prestados, daí que não há motivos de alarmismos para as pessoas.

Acrsecentou estar em fase de elaboração dos regulamentos para a aplicação prática da nova tabela, sendo que o cidadão irá sentir os efeitos desta tão logo as empresas do sector tenham o seu próprio dinheiro. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA