Cuanza Norte: Polícia Nacional regista aumento de delitos nos últimos sete dias

Supostos envolvidos em actos delituosos (Foto: Morais Silva/Arquivo)

Trinta e três crimes de natureza diversa foram notificados nos últimos sete dias pelo Comando Provincial da Polícia Nacional no Cuanza Norte, representando um aumento de quatro crimes comparativamente aos dados do período homólogo anterior.

Segundo uma nota da corporação enviada quarta-feira à Angop, em Ndalatando, foram registados no período de 13 a 20 de Janeiro 18 furtos, seis ofensas corporais voluntárias (entre simples e graves), quatro roubos e dois casos de posse e tráfico de estupefacientes (liamba), ao passo que tentativa de violação, cultivo de estupefaciente e injúria notificaram um crime, cada.

O informe refere que dos crimes registados, vinte foram esclarecidos, representando uma operatividade na ordem dos 61 por cento, tendo na sequência dos mesmos sido detidos 18 indivíduos da faixa etária entre os 17 e os 40 anos, indiciados no cometimento dos delitos.

Os municípios de Cazengo, sede da província, com 23 crimes e de Ambaca, com quatro, lideram o gráfico das ocorrências, enquanto que Lucala e Samba Cajú seguem-se com dois casos cada. Cambambe e Golungo Alto notificaram um delito cada, lê-se no documento.

O informe adianta que dos 33 delitos, 22 foram contra propriedades, sete contra pessoas e quatro contra a ordem e tranquilidade pública.

No quadro do processo de desarmamento da população civil, a nota frisa que foram recebidos treze projéteis de RPG-7, uma mina anti pessoal e uma caçadeira de fabrico artesanal, nos municípios de Samba Cajú e de Ambaca.

Quanto à sinistralidade rodoviária, o documento reza a ocorrência, durante a semana, de cinco acidentes de viação, menos seis com relação à situação da semana transacta, que causaram um morto, cinco feridos e danos materiais calculados em um milhão, 105 mil Kwanzas.

Três atropelamentos, um despiste e uma colisão entre veículos automóveis foram a natureza dos sinistros ocorridos nas municipalidades de Lucala, Ambaca e Samba Cajú, adianta a nota.

No mesmo período, lê-se no informe, foram aplicadas 43 multas no valor de 575 mil, 504 Kwanzas, tendo na sequência das mesmas sido retidos 21 livretes, 16 cartas de condução, 11 títulos de registo de propriedade, sete verbetes de livretes e seis modelos “O”. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA