Cuanza Norte: Aumenta número de partos na maternidade do Golungo-Alto

Partos hospitalares aumentaram em 2015 no Golungo Alto (Foto: Angop/Arq)

Seiscentos e 63 partos ocorreram na maternidade municipal do Golungo-Alto, província do Cuanza Norte, em 2015, revelando um aumento de 69 nascimentos comparativamente ao movimento de 2014.

Segundo indica uma nota da instituição, chegada hoje, terça-feira, à Angop, 357 dos nascimentos registados foram de bebés do sexo masculino, numa altura em que se verificaram 19 nados mortos, contra 21 do ano anterior.

O aumento do número de partos hospitalares na municipalidade, segundo a nota deve-se ao trabalho de sensibilização desencadeado pelos serviços de saúde nas comunidades, acerca das vantagens do parto hospitalar, por garantir maior segurança para a parturiente e o bebé.

Ainda assim, tem havido casos de mulheres que optam pelo parto caseiro, recorrendo ao hospital já em caso de complicações durante o processo, o que tem transtornado a actividade da maternidade que em muitas das vezes encontra como última solução a evacuação das parturientes para a maternidade provincial, em Ndalatando.

A direcção da unidade garante, no ano em curso, intensificar as campanhas de sensibilização no casco urbano e no meio rural, num esforço tendente a inverter o quadro.

Três mil, oitocentas e sessenta e seis consultas pré-natais a grávidas foram igualmente realizadas em 2015, enquanto mil quinhentas e 23 mulheres aderiram ao planeamento familiar, maioritariamente de idades compreendidas entre os 17 e os 35 anos, conclui o documento. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA