Cuando Cubango: Monumentos locais carecem de recuperação

Carla Cativa, Directora da Cultura (Foto: Armandio Morais)

A directora da cultura no Cuando Cubango, Carla Cativa, disse segunda-feira que 23 monumentos e sítios históricos existentes na região carecem de recuperação para a sua preservação e valorização.

Segundo Carla Cativa, interpelada pela Angop para falar da situação actual dos monumentos e sítios históricos, urge a necessidade da recuperação dos referidos equipamentos culturais para manter a preservação, apesar de ser um trabalho árduo.

Carla Cativa conheceu que a recuperação e manutenção de cada um dos monumentos e sítios históricos representará, significativamente, o património cultural do país e do Cuando Cubango em particular.

Avançou que existe um projecto encaminhado a direcção do governo visando a recuperação, esperando, deste modo, que haja solução para o efeito.

A julgar pelos de estudos de viabilidade mais pormenorizados que estão a ser gizados, a directora garante que alguns monumentos e sítios históricos podem ser recuperados a partir deste ano, apesar da crise financeira que assola o país.

Carla Cativa informou que apar dos monumentos e sítios mencionados, a instituição controla igualmente 22 zonas paisagísticas, avançando que tudo se tem feito para que alguns sejam elevados a categoria de património sócio – cultural.

Referiu que no município do Cuchi existem pinturas rupestres, assim como na missão da Santa Luísa, nos municípios do Rivungo e Cuangar, bem como em Menongue, onde estão localizadas áreas que merecem um tratamento mais adequado e o seu registo como património histórico. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA