Costa vai propor a Marcelo encontros regulares com membros do Governo

(Lusa)

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou que o jantar de hoje com o Presidente da República eleito visa começar a abordar assuntos de Estado, e revelou que irá propor a Marcelo Rebelo de Sousa encontros regulares com outros membros do Governo.

Questionado, em Haia, após um encontro com o primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, sobre o convite dirigido a Marcelo Rebelo de Sousa para um jantar hoje à noite em São Bento, António Costa disse considerar “fundamental os órgãos de soberania terem uma boa cooperação institucional”.

“Com o atual Presidente da República [Aníbal Cavaco Silva] temos tido uma relação normal e cordata e, nesta fase em que ainda não estou impedido protocolarmente de convidar o Presidente da República, achei que era uma boa altura para convidar o professor Marcelo Rebelo de Sousa para jantar, ele teve essa disponibilidade, e acho que é bom, pois devemos aproveitar este período da transição para desde já acompanhar um conjunto de assuntos de Estado, que são conduzidos pelo Governo”, explicou.

Nessa medida, revelou António Costa, vai propor a Marcelo Rebelo de Sousa “que se possam seguir ao longo dos próximos meses reuniões com vários membros do Governo, em particular daquelas áreas como a Defesa, os Negócios Estrangeiros, a Presidência e as questões da segurança interna, onde naturalmente o Presidente da República tem que ter um acompanhamento mais próximo daquilo que é a política do Estado”.

O primeiro-ministro e o Presidente da República eleito agendaram para hoje à noite, às 21:00, na residência oficial de São Bento, um jantar, que levará mesmo António Costa a regressar mais cedo a Lisboa, disse o próprio em Haia.

Este jantar de António Costa com Marcelo Rebelo de Sousa acontece depois de o Presidente da República eleito ter uma audiência (seguida de almoço) com o chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, no Palácio de Belém, e de se reunir a meio da tarde com o presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, no parlamento.

Na noite eleitoral de domingo, o primeiro-ministro felicitou Marcelo Rebelo de Sousa como vencedor das eleições presidenciais e formulou “votos sinceros dos maiores sucessos no exercício do mandato lhe foi conferido pelos portugueses”.

“Ao Presidente da República agora eleito quero reafirmar o compromisso de máxima lealdade e plena cooperação institucional, que tive a oportunidade de expressar aquando da tomada de posse do atual Governo”, declarou o primeiro-ministro no domingo à noite.

Marcelo Rebelo de Sousa foi no domingo eleito Presidente da República com 52% dos votos, uma percentagem acima dos 50,5% conseguidos na primeira eleição pelo seu antecessor, Cavaco Silva, em 2006. (Noticias ao Minuto)

por Lusa

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA