Conselho Executivo da União Africana arrancou hoje

António Téte, representante da União Africana junto das Nações Unidas (RFI / Neidy Ribeiro)

Arranca em Adis Abeba, capital da Etiópia, a 28ª sessão ordinária de Conselho de Ministros. A reunião para preparar a cimeira de chefes de Estado da União Africana, que tem lugar este fim-de-semana, e que será essencialmente marcada pela crise no Burundi.

Os direitos humanos (com especial destaque para os direitos das mulheres) são o tema central da cimeira de chefes de Estado da União Africana que da União Africana, em Adis Abeba.

Um tema caro ao continente africano, que continua a enfrentar dificuldades em se organizar sobre esta temática. Até ao momento, apenas 24 dos 54 Estados membros ratificaram o protocolo que visa a criação de um Tribunal dos direitos humanos e dos povos.

UA e a crise no Burundi

A organização panafricana já tinha declarado o ano de 2015 como o ano da “auto-proclamação da mulher » corre o risco de mais uma vez relegar para segundo plano esta temática.

A actual crise no Burundi impõe-se e a União Africana vai ter de encontrar até domingo uma solução para o país que se afunda no caos político.

Antonio Tété, representante da União Africana , reconhece a gravidade da situação, todavia acredita que as partes vão chegar a um entendimento. (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA