Congressistas querem tirar medalha da Liberdade de Bill Cosby

(AFP)

Um grupo de congressistas americanos apresentou, nesta sexta-feira, um projecto de lei que autoriza o presidente Barack Obama a revogar a medalha presidencial da Liberdade do actor Bill Cosby, acusado de estupro.

A medalha da Liberdade é a mais alta distinção conferida a civis nos Estados Unidos.

Em Julho, Obama admitiu que não havia qualquer mecanismo previsto para cancelar a concessão deste prémio, entregue anualmente pelo presidente há 50 anos.

A proposta de lei dá ao presidente o poder de revogar o prémio e prevê sanções penais aos premiados que tiverem sua distinção retirada.

“Cosby admitiu ter drogado mulheres para satisfazer seu desejo sexual. Por isso que o governo federal não deveria honrar Cosby com a medalha presidencial da Liberdade”, indica um rascunho divulgado pelo escritório do congressista republicano Paul Gosar, promotor da iniciativa que conta com o apoio de representantes democratas e republicanos.

Na semana passada, o célebre actor de 78 anos foi indiciado por agressões sexuais, após denúncias de dezenas de mulheres.

Durante muitos anos, ele representou a imagem do pai ideal na série “The Cosby Show”. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA