Comunicado do Comité de Avaliação e Análise para o Aumento da Eficiência do Sector Petrolífero da Sonangol

SONANGOL (DR)

O Comité de Avaliação e Análise para o Aumento da Eficiência do Sector Petrolífero tem como objetivo identificar novas formas de organização que permitam tornar o sector competitivo e atractivo para os operadores internacionais, bem como melhorar a performance da Sonangol. Adicionalmente, pretende-se identificar formas de se estabelecer capacidade de produção interna, de apoio à indústria petrolífera em Angola, reduzindo por esta via as importações e custos produtivos.

Ao contrário da informação apresentada por alguns órgãos de comunicação social, o objectivo do Comité não é a avaliação e venda de activos da Sonangol ou do Grupo Sonangol.  No âmbito deste processo, não está incluído qualquer tipo de transações ou privatizações de investimentos da Sonangol.

O Comité é apoiado por uma equipa de consultores nacionais e internacionais, que estão a trabalhar nas tarefas mencionadas. A equipa é integrada pela The Boston Consulting Group (BCG), que acumula experiência em diversas geografias na execução de projectos de oil&gas, tendo realizado mais de 450 projectos no sector nos últimos cinco anos, pela sociedade de advogados Vieira de Almeida, com mais de 15 anos de experiência no sector petrolífero em Angola, pela PricewaterhouseCoopers, líder mundial em consultoria financeira, e por uma empresa consultora com foco nacional, apoiada por Isabel dos Santos, empresária com mais de 15 anos de experiência no sector económico e empresarial  angolano.

O sector dos petróleos atravessa momentos desafiantes com uma redução acentuada e aparentemente duradoura dos preços do petróleo e seus derivados. Em todo o mundo, os gestores e decisores do sector estão a adaptar-se ao novo contexto e a preparar  programas para melhoria de eficiência e dos resultados.

Angola não é excepção, sendo importante encontrar oportunidades organizativas, operacionais e financeiras que aproximem a Sonangol e o sector petrolífero angolano das melhores práticas mundiais.

Desta forma, este Comité vai, ao longo das próximas semanas, fazer o diagnóstico, desenvolver modelos organizacionais alternativos, identificar oportunidades operacionais, quantificar o potencial de melhoria e desenhar possíveis modelos de implementação

A Sonangol, a sua administração e as restantes entidades do sector petrolífero são parte activa do trabalho técnico a realizar e que visa a construção, durante o mês de Março de 2016, de uma proposta com soluções para o aumento da eficiência do sector petrolífero angolano.

(Comunicado de imprensa enviado ao Portal de Angola com pedido de publicação)

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA