Cidadãos da Ingombota querem melhoria de serviços básicos em 2016

Distrito urbano da Ingmbota, em Luanda (Ilustração) (Foto: Angop)

Cidadãos residentes no distrito urbano da Ingombota, em Luanda, esperam das autoridades locais, para este novo ano, maior empenho para a melhoria dos serviço básicos nos diversos bairros da circunscrição.

Em entrevista efectuada hoje, segunda-feira, pela Angop, os munícipes apontaram os sectores rodoviários, segurança pública, fornecimento de energia eléctrica, abastecimento de água potável, educação e saúde como as que necessitam de melhoria.

Para o coordenador da comissão de moradores do bairro da Ilha do Cabo, Afonso Manuel, é essencial a abertura de uma escola do ensino do segundo ciclo (médio) na circunscrição para evitar que os jovens se desloquem para outros municípios para aumentar os conhecimentos académicos.

Outra preocupação do responsável, prende-se com a conclusão do projecto de transformação do posto de saúde local em uma unidade de referência de nível municipal, numa acção iniciada a cerca de dois anos no âmbito do programa integrado municipal de combate à pobreza.

Por sua vez, o coordenador do sector da Boavista, João Paulo da Conceição Neto, pede das autoridades maior fiscalização dos trabalhos técnicos realizados na Avenida Comandante Kima Kienda, principal via de comunicação rodoviária do distrito para a região Norte de Angola.

“ Apesar de estarmos satisfeitos com o plano de reabilitação de ruas e limpeza de valas de drenagem, efectuadas pela administração local, queremos mais celeridade na recolha de resíduos sólidos, no sentido de evitar a acumulação de lixo, como se verifica nos demais municípios e distritos”, disse o ancião João Paulo da Conceição Neto

Os constantes cortes do fornecimento de energia eléctrica e abastecimento de água potável nos bairros da Kinanga e Patrice Lumumba, são alguns pontos negativos apontados por Manuela dos Prazeres e Conceição da Piedade.

“ Apesar da reabilitação das ruas, limpezas das valas de drenagem e recolha de sucatas é importante que os moradores preservam os trabalhos feitos, principalmente em colocar o lixo nos locais adequado para a recolha”, disse Manuela da Piedade.

Os moradores louvaram os projectos de requalificação que inclui a reabilitação de passeios e estradas que deu uma nova imagem a circunscrição e uma melhor circulação na época chuvosa, mas solicitam o aumento de esquadras moveis, no sentido do reforço da segurança pública

A Ingombota é limitada a Oeste com o Oceano Atlântico, a norte com o distrito do Sambizanga, a Este o Rangel e a Sul com a Maianga.

Com uma população estimada em aproximadamente 450 mil habitantes, a circunscrição ocupa uma área de 13 mil metros quadrados e, é composto pelos bairros da Ingombota, Patrice Lumumba, Ilha do Cabo, Kinanga e Maculusso. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA