Cidadãos aconselhados a pagar imposto predial urbano

PARTE FRONTAL DO EDIFÍCIO DAS FINANÇAS NO HUAMBO (Foto: VALENTINO YEQUENHA)

Os cidadãos da província do Huambo foram aconselhados segunda-feira, pelo chefe-adjunto da repartição fiscal da região, Edson Pinto, a pagar o imposto predial urbano, para contribuírem nas despesas do país.

Em declarações à Angop, Edson Pinto fez saber que o pagamento deste imposto, iniciado este mês, decorre de forma tímida nesta província, apesar da sensibilização feita pela repartição fiscal que, nos próximos dias, prevê inspeccionar o cumprimento deste dever.

A fonte afirmou que existem alguns imóveis não escritos e outros já escritos, cujos proprietários ainda não efectuaram o pagamento de imposto predial urbano, que é um valor monetário que cada cidadão deve pagar ao Estado pela posse ou detenção de imóvel.

Este imposto, segundo o interlocutor, incide os valores patrimoniais de prédios, casas, terrenos ou sobre os seus rendimentos, caso estejam arrendados.

Disse que os detentores ou proprietários de um destes imóveis acima mencionados pagam uma taxa de 0,5 porcento sobre o valor patrimonial, bem como 15 porcento em caso do imóvel ser arrendado.

“O imóvel é avaliado e se este tiver um valor igual ou inferior a cinco milhões de kwanzas está isento de imposto, mas se for superior pagará 0,5 porcento, se for arrendado o inclino fará a retenção de 15 porcento na altura de pagamento ao proprietário”, esclareceu.

Realçou que o pagamento deste imposto vai melhorar grandemente a arrecadação de receitas na província do Huambo. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA