Ler Agora:
China acusa mais dois advogados de ‘subversão’
Artigo completo 1 minutos de leitura

China acusa mais dois advogados de ‘subversão’

A China acusou de “subversão” mais dois advogados defensores dos direitos humanos, que estão detidos em um local desconhecido, revelou nesta quarta-feira outro advogado.

Wang Yu, do escritório Fengrui de Pequim, foi oficialmente acusada de “subversão contra o Estado”, e corre o risco de pegar prisão perpétua, informou seu advogado, Li Yuhan, à AFP.

O marido de Wang, Bao Longjun, foi acusado de “incitação à subversão contra o Estado”, passível de pena máxima de 15 anos de prisão, acrescentou Li.

O filho do casal, Bao Zhuoxuan, 16 anos, está submetido a uma espécie de prisão domiciliar após tentar chegar à fronteira com Myanmar, em Outubro passado, segundo a imprensa estatal.

Ao menos 130 advogados e funcionários de escritórios de advogados foram detidos e interrogados em Julho passado, em uma operação de magnitude inédita contra o pessoal que actua em tribunais submetidos ao poder político.

Desde a chegada de Xi Jinping à presidência, em 2013, ONG’s e especialistas denunciam um endurecimento crescente da repressão contra as vozes críticas ao regime comunista, que não tolera qualquer dissidência organizada. (AFP)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »