Brasil tem maior queda em ranking global de corrupção, diz Transparência Internacional

Baixa de São Paulo (AP)

O Brasil sofreu no ano passado a queda mais aguda na percepção pública da corrupção, disse o organismo de vigilância Transparência Internacional (TI) em relatório anual publicado nesta Quarta-feira, 27, que mostrou que o abuso de poder continua generalizado a nível mundial.

O relatório da TI mede a percepção de corrupção e não os níveis reais devido ao sigilo envolvido nos negócios corruptos.

O Brasil caiu para o 76º lugar entre 168 países, recuando sete posições em relação a 2014. O país tem sido sacudido pelo grande escândalo de corrupção envolvendo a Petrobras e outras empresas e órgãos públicos, empreiteiras, partidos e políticos, que já levou à prisão vários ex-executivos da petrolífera e de empreiteiras, além de políticos.

Outros países que pioraram de posição no ano passado foram a Líbia, Austrália, Espanha e Turquia, que viu uma das quedas mais agudas em 2014 quando um escândalo de corrupção atingiu o partido no governo, AK.

Dois terços dos 168 países avaliados tiveram uma classificação abaixo da marca de 50 na escala da TI, onde 100 representa o melhor nível e zero a maior percepção de corrupção. (VOA)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA