Bié: IMA dispõe 82 novas vagas para regime de interno

Instituto Médio Agrário do Andulo (Foto: Rosário dos Santos)

Oitenta e dois alunos vão estudar, este ano, em regime de internato, dos mais de 400 seleccionados para a 7ª e 10 ª classes no Instituto Médio Agrário (IMA), no município do Andulo, 130 quilómetros a norte da cidade do Cuito, província do Bié, informou hoje, terça-feira, o director da instituição de ensino, António Santos Cicato.

Em comparação ao período anterior, disse, houve um aumento de 15 lugares para os alunos internos.

António Santos Cicato assegurou que para 2016 os pais e encarregados de educação terão uma compartição num valor de 15 mil Kwanzas para os alunos em regime interno, visando ajudar na aquisição de alimentos e outros meios a favor dos filhos (alunos).

“Nos anos anteriores os pais não comparticiparam, por iniciativa das autoridades governamentais. A medida passa a vigorar este ano, tendo em conta as dificuldades financeiras que enfrenta a instituição”, sustentou.

Confirmou ainda que o IMA já colocou no mercado do emprego, nos últimos dois anos, mais de 800 jovens formados em áreas como, produção vegetal e animal, mecanização agrícola, gestão agrícola, recursos florestas, formação básica profissional de auxiliares de agricultura e recursos florestais.

O Instituto Médio Agrário do Andulo foi inaugurado em 2008 e tem uma capacidade para mil e 400 alunos, dos quais 360 em regime de internato.

A instituição forma técnicos médios em produção vegetal (agricultura) e animal, mecanização agrícola, gestão agrícola, recursos florestais e formação básica profissional de auxiliares de agricultura e de recursos florestais.

O estabelecimento conta com laboratórios de física, química, biologia, informática, multimédia zootecnia, ginásio, sala para práticas, oficinas, refeitório, lavandaria, bem como um edifício com 22 turmas, salas de informática, campos para a prática de basquetebol.

Possui ainda dois blocos para internato e um refeitório com 180 lugares, bem como 16 residências, sendo uma para o director e 15 para professores.

Com vista a dignificar a acção dos docentes, o Governo construiu ainda 11 residências para os professores, um anfiteatro com capacidade para albergar 300 alunos, bem como instalou o sistema de Internet para contribuir no grau de aprendizagem dos alunos.

O município do Andulo possui uma população em mais de 234.791 habitantes, na sua maioria camponesa. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA