Berlim revê em baixa crescimento da Alemanha para 1,7% em 2016

Alemanha revê em baixa o seu crescimento económico Foto: MICHAEL KAPPELER/EPA

O Governo alemão reviu o crescimento do PIB para 1,7% em 2016, idêntico ao alcançado em 2015 e ligeiramente abaixo da anterior estimativa do executivo, de 1,8%.

O Governo alemão reviu o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para 1,7% em 2016, idêntico ao alcançado em 2015 e ligeiramente abaixo da anterior estimativa do executivo, de 1,8%, foi anunciado.

Os dados hoje divulgados pelo Ministério da Economia alemão partem do princípio de que a Alemanha manterá a tendência de solidez económica do ano passado e que conseguirá, pelo segundo ano consecutivo, defender o objetivo do défice nulo no Orçamento do Estado.

A dívida pública da Alemanha ficará abaixo de 70% do PIB, segundo os dados avançados pelo referido ministério, que serão comentados ainda hoje pelo ministro da Economia e vice-chanceler alemão, o social-democrata Sigmar Gabriel.

O governo alemão considera que a situação do mercado laboral continuará a ser igualmente sólida e que a taxa de desemprego ficará em torno de 6,4%.

Estas estimativas do Governo Angela Merkel seguem os dados difundidos na semana passada pela Agência Federal de Estatística alemã (Destatis) referentes a 2015.

O crescimento do PIB de 1,7% em 2015 deveu-se fundamentalmente ao impulso do consumo interno, que substituiu as exportações como motor da economia alemã.

Em 2014 o PIB da Alemanha cresceu 1,6%, indicando uma clara recuperação depois de em 2013 o crescimento económica da Alemanha ter atingido o mínimo de 0,3%.

O principal responsável desta recuperação em 2014 foi o consumo privado, com um crescimento homólogo de 1,9%, e o público, que registou um aumento homólogo de 2,8%. (Agência Lusa)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA