Benguela: Jacarés causam pânico em áreas inundadas na Praia Bebé

Jacarés (Foto: Jorge Monteiro/Portal de Angola)

Comunidades ribeirinhas na comuna da Praia Bebé, no município da Catumbela, no litoral norte da província de Benguela, ficaram em pânico nesta sexta-feira, depois que jacarés arrastados pela correnteza das águas do rio Catumbela aproximaram-se das suas habitações.

A Angop apurou que o incidente, descrito como insólito, aconteceu em bairros ribeirinhos da Praia Bebé, depois do nível do caudal do rio Catumbela ter subido acima dos quatro metros, fazendo com que a água transbordasse arrastando consigo alguns répteis que se aproximaram das residências inundadas naquela região. Com medo, a população abandonou as áreas afectadas.

Em declarações à imprensa, o administrador comunal da Praia Bebé (Catumbela), José Numala, justificou que por precaução os moradores tiveram que abandonar as áreas de residências afectadas, já que o surgimento de jacarés constitui uma ameaça.

O responsável avançou igualmente que 55 casas ficaram inundadas, na referida comuna, incluindo equipamentos públicos e áreas de cultivo.

Especialistas ambientais contactados pela Angop, em Benguela, defendem que os jacarés estão muito susceptíveis a intempéries e às áreas de inundação junto dos rios.

Explicam que os jacarés encontrados naquela comuna foram “varridos” pela correnteza das águas, em consequência do transbordo do rio Catumbela causado pelas chuvas torrenciais que elevaram os níveis higrométricos das principais bacias da região. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA