Basquetebol/Sub-18: 1º de Agosto e Petro reeditam final de 2015

Benguela: 1º de Agosto procura título do Nacional de sub-18 (Foto: Angop Huambo/Arquivo)

O 1º de Agosto, vencedor invicto da primeira fase do campeonato nacional de basquetebol de juniores masculino, e o campeão em título, Petro de Luanda, defrontam-se, hoje (sábado), no Pavilhão Joaquim Araújo, em Benguela, numa reedição da final da última época.

Na 9ª jornada, disputada sexta-feira, o conjunto “militar” levou a melhor sobre o mesmo adversário. Venceu por 64-52 e consolidou o primeiro lugar da fase regular, com 18 pontos fruto de nove vitórias.

O Petro não começou bem o campeonato diante do Vila Clotilde, tendo perdido por 61-53, no jogo de estreia, porém, foi recuperando de jogo a jogo até atingir, com todo mérito, o 2º posto da tabela classificativa, com 16 pontos.

Ainda assim, a equipa do 1º de Agosto, com dois pontos de avanço sobre o Petro, surge como favorito depois de ter ganho todas as partidas da fase regular. Além da diferença pontual, os rubro-negros têm vantagem no confronto directo, depois do triunfo desta sexta-feira.

No embate das classificativas, o destaque vai para o Porto do Lobito-Vila Clotilde (para o 3º lugar), 1º de Maio de Benguela-Formigas do Cazenga (5º lugar), Sporting de Benguela-Heja Sport Club do Lubango (7º lugar), para além do Recreativo do Libolo-CAB Benguela, que lutam pelo 9º posto.

Na classe feminina, o Inter de Luanda e o Desportivo do Maculusso discutem hoje, sábado, no recinto Joaquim Araújo, o título de campeã nacional de juniores, isto depois de terem garantido o primeiro e o segundo lugar da tabela, respectivamente, do Campeonato Nacional da categoria.

Apesar do desaire sofrido frente ao 1º de Agosto, por 40-34, na 10ª ronda, o Inter de Luanda concluiu a primeira fase na liderança, com 14 pontos, enquanto o Maculusso terminou em segundo, com 13 pontos, com um registo de três derrotas averbadas.

Esta jornada ficou ainda marcada com um triunfo (62-23) do Inter de Benguela, equipa orientada por Hilário Filipe, sobre o Benfica do Lubango, o “lanterna vermelha” condenado.

Na vertente dos femininos, o encontro da classificativa do 3º lugar, agendado para o pavilhão 1º de Maio, e que antecede a grande final vai opor o Inter de Benguela ao 1º de Agosto, detentor do troféu afastado da possibilidade de revalidação.

A equipa campeã em título, sem o fulgor nem o mesmo ritmo da época passada, o máximo que pode conseguir é o terceiro lugar, numa luta em que a tem como adversária a aguerrida agremiação. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA