Basquetebol: Cidade de Benguela acolhe Nacional de Sub-18 unificado

Sporting de Benguela e Vila Clotilde duas das equipas do Nacional de Basquetebol (Foto: Morais Silva/Arquivo)

O Campeonato Nacional de basquetebol de Sub-18 unificado, referente à época 2016, decorre desde quarta-feira, na cidade de Benguela, com a participação de 15 equipas em representação de quatro das 18 províncias.

Participam em masculino (27ª edição) o Petro, 1º de Agosto, Formigas do Cazenga e Vila Clotilde (Luanda), Heja Sport Club do Lubango (Huíla), 1º de Maio, Sporting, Casa do Pessoal do Porto do Lobito e Clube dos Amigos do Basquetebol (Benguela) e Recreativo do Libolo (Cuanza Sul), perfazendo 10 formações distribuídas pelas séries A e B.

A prova em feminino vai já na sua 26ª edição e envolve cinco equipas, nomeadamente 1º de Agosto, Interclube, Grupo Desportivo do Maculusso (Luanda), Núcleo do Inter de Benguela e Benfica do Lubango.

O campeonato, no qual estão destacados 12 árbitros de 1ª e 2ª categoria nacional, será disputado em duas fases, sendo a primeira no sistema todos contra todos a uma volta, apurando-se as quatro primeiras equipas para a segunda fase: classificativas, meias-finais e final.

Em declarações à Angop à margem da abertura da prova, o vice-presidente da Associação Provincial de Basquetebol de Benguela (APBB), Armando Dala “Docas”, garante estarem criadas todas as condições necessárias em termos desportivos e de alojamento para que as equipas se sintam confortáveis.

Segundo o responsável, a competição vai movimentar em masculino um total de 120 atletas e 60 em feminino, o que faz com que as expectativas sejam elevadas na perspectiva do trabalho que os clubes têm vindo a desenvolver.

A seu ver, como o escalão Sub-18 é de pré-competição espera-se jogos bastante disputados face ao notável equilíbrio entre as equipas de Luanda e Benguela, sobretudo no feminino.

“Em feminino, temos certeza absoluta de que iremos lutar pelo pódio”, como explica o também coordenador técnico do certame, notando que o Núcleo do Interclube de Benguela é forte.

De igual modo, pediu ao público que acorra aos recintos desportivos de maneira a galvanizar as agremiações participantes, honrando assim a tradição que Benguela tem no basquetebol nacional.

Aproveitou ainda a oportunidade para frisar que o campeonato unificado estava inicialmente agendado para a província do Namibe, porém, foi transferido para Benguela por apresentar melhores condições desportivas.

Os jogos estão marcados para os pavilhões Joaquim Araújo e Estrela Club 1º de Maio de Benguela. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA