Autoridades sanitárias do Andulo notificam 231 casos de tuberculose

Hospital municipal do Andulo (Foto: Rosário dos Santos)

Duzentos e 31 novos casos de tuberculose foram diagnosticados pelas autoridades sanitárias em 2015, mais 22 em relação aos notificados em período anterior, no município do Andulo, 130 quilómetros a norte da cidade do Cuito, província do Bié.

O facto foi dado a conhecer hoje, quinta-feira, naquela localidade pelo responsável do Centro de Tratamento daquela enfermidade, Tiago Daniel, ao sublinhar que, o aumento dos casos, deveu-se ao uso excessivo de bebidas alcoólicas e de tabaco, Vih/Sida como pandemia oportunista e, fundamentalmente por negligência de alguns pacientes que não concluíram com o tratamento da doença.

Aferiu que, o tratamento da tuberculose a base de antibióticos é cem porcento eficaz, no entanto, não pode haver abandono. A cura disse, leva seis meses, mas muitas vezes o paciente sob influência de familiares acaba desistindo antes do tempo.

Para evitar o abandono massivo do tratamento da tuberculose precisou, o sector da saúde tem feito um acompanhamento, através dos seus especialistas (médicos, enfermeiros, assistentes sociais e visitadores), devidamente preparados.

Tiago Daniel pediu no entanto, as populações no sentido de reduzirem principalmente o consumo de bebidas alcoólicas, admitindo que maior parte dos casos registados foi em homens com idades compreendidas entre os 35 aos 65 anos.

O Centro de tratamento de tuberculose no Andulo com capacidade para albergar 34 pacientes, controla actualmente 115 doentes em tratamento ambulatório, enquanto 82 outros tiveram alta por melhorias. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA