Ausência de declarantes volta a adiar julgamento de activistas em Luanda

(Coque Mukuta/VOA)

O reinício do julgamento dos 17 activistas acusados de rebelião e de prepararem um golpe de Estado em Angola foi adiada mais uma vez, depois de nenhum dos mais de 50 declarantes ter comparecido na sessão marcada para esta segunda-feira.

Cenário semelhante tinha acontecido a 11 de Janeiro, no recomeço do julgamento suspenso a 18 de Dezembro, o que obrigou o juiz a voltar a adiar a audiência para hoje.

A próxima sessão está prevista para amanhã, mas não há garantias que as testemunhas, na maioria ligadas ao Governo, compareçam. (VOA)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA