Arranca Dakar na América do Sul

Paulo Gonçalves (Honda). Imagem de Arquivo. (REUTERS/Jean-Paul Pelissier/Pool)

Este sábado 2 de Janeiro arranca o Rali Dakar em território argentino, na capital, Buenos Aires. A prova todo-o-terreno decorre até dia 16 de Janeiro.

A oitava edição em território sul-americano do Rali Dakar começa este sábado. A partida decorre em Buenos Aires, capital da Argentina, e termina igualmente em território argentino, a 16 de Janeiro, na cidade de Rosário após 9000 quilómetros de prova.

Esta edição conta igualmente com uma passagem pela Bolívia, o segundo e único país a estar presente no percurso além da Argentina. Apenas três dias de prova passarão por terras bolivianas.

Este sábado o prólogo será de onze quilómetros, apenas para ter uma primeira classificação para a primeira etapa de amanhã que vai ligar Buenos Aires e Villa Carlos Paz.

Nesta edição do Rali Dakar, vários pilotos lusófonos vão estar presentes. Nas motos, destaque para o piloto português Paulo Gonçalves (Honda) que terminou no segundo lugar na edição de 2015. De notar igualmente que o português Ruben Faria (Husqvarna) tinha também terminado numa boa posição na precedente edição, alcançando o sexto lugar.

Nos automóveis, o melhor representante no ano passado, e que está novamente presente este ano, é Carlos Sousa (Mitsubishi) e o seu co-piloto Paulo Fiúza que terminaram no oitavo lugar. Isto no que diz respeito aos pilotos que terminaram no top-10.

Em entrevista à RFI, Miguel Barbosa, piloto português todo-o-terreno, que não está presente no Rali Dakar este ano, admitiu que pode haver uma vitória portuguesa nas motos e afirmou que nos automóveis o favorito é o vencedor do ano passado, o qatari Nasser Al-Attiyah (Mini). (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA