Alemanha vai reavaliar venda de armas à Arábia Saudita

(Negocios)

A Alemanha poderá restringir a venda de armas ao maior importador mundial de armamento, a Arábia Saudita, no seguimento da tensão entre Riade e Teerão. Riade impede sauditas de viajar para o Irão.

São múltiplos os planos em que se joga a tensão entre a Arábia Saudita e o Irão. Perante o agravar do conflito e na sequência da execução de quase meia centena de pessoas no fim-de-semana, entre os quais um clérigo xiita saudita, por parte das autoridades da Arábia Saudita, a Alemanha anunciou que vai reavaliar a venda de armamento para Riade.

Esta segunda-feira, 4 de Janeiro, o ministro alemão dos Negócios Estrangeiros, Sigmar Gabriel, citado pela Reuters, revelou que a Alemanha vai rever a sua política de exportações de armas para a Arábia Saudita, o maior importador mundial de armamento.

Segundo um relatório divulgado em Outubro pelo ministério dos Negócios Estrangeiros, no primeiro semestre de 2015 a Alemanha exportou um total de 178 milhões de euros de armas para a Arábia Saudita. Contudo, Gabriel esclareceu que Berlim não tem prevista a imposição de nenhum tipo de sanções a Riade.

Entretanto, foi a vez de a Arábia Saudita responder ao Irão. Riade anunciou que os cidadãos sauditas estão impedidos de viajar para território iraniano, acrescentando que todas as relações comerciais entre os dois países estão finalizadas assim como todo o tipo de ligações aéreas. (Jornal de Negocios)

por David Santiago

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA